Pular para o conteúdo

Sequência Didática com PlayMais®: Língua Portuguesa – 2º ano EF

25 de maio de 2018 , por PlayMais(R)
  1. Área do conhecimento: Língua Portuguesa

  2. Título: “Aprendizagem e encantos com a poesia: possibilidades com a Literatura Infantil”.

  1. Justificativa e essencialidade do conteúdo:

Dada a essencialidade de organizar intervenções pedagógicas com textos literários, a presença de músicas escritas especialmente para crianças pode contribuir com o desenvolvimento das funções psicológicas superiores, como memória, atenção e linguagem. De acordo com Chaves (2011), a Literatura deve ser considerada como músicas, histórias, poesias e parlendas. Além disso, Meireles (2016, p. 14) ressalta que “a Literatura precede o alfabeto”, por isso acreditamos que os textos literários precisam compor a fase inicial de alfabetização. Considerando as especificidades do processo de alfabetização e letramento, Ferreiro e Teberosk (1985) destacam que nesse processo a criança pensa em hipóteses para construir o seu conhecimento.

  1. Série/Turma: 2º ano do Ensino Fundamental.

  1. Número de aula/carga horária: 08 encontros.

 

  1. Conteúdo a ser trabalhado:

  • Eixo Oralidade: práticas de linguagem: oralidade, leitura/escuta, produção (escrita) e análise linguística/semiótica (que envolve conhecimentos linguísticos – sobre o sistema de escrita, o sistema da língua e a norma-padrão –, textuais, discursivos e sobre os modos de organização e os elementos de outras semioses).

  • Eixo Leitura: práticas de linguagem que decorrem da interação ativa do leitor/ouvinte/espectador com os textos escritos, orais e multissemióticos e de sua interpretação.

  • Eixo da Produção de Textos: autoria (individual ou coletiva) do texto escrito, oral e multissemiótico, narrar fatos; descrever; sistematizar dados de um estudo em um relatório, de modo a divulgar conhecimentos específicos.

  • Eixo da Análise Linguística/Semiótica: no que diz respeito à linguagem verbal oral e escrita, as formas de composição dos textos dizem respeito à coesão, coerência e organização da progressão temática dos textos, influenciadas pela organização típica (forma de composição) do gênero em questão. No caso de textos orais, essa análise envolverá também os elementos próprios da fala – como ritmo, altura, intensidade, clareza de articulação, variedade linguística adotada, estilização etc. –, assim como os elementos paralinguísticos e cinésicos – postura, expressão facial, gestualidade etc. No que tange ao estilo, serão levadas em conta as escolhas de léxico e de variedade linguística ou estilização e alguns mecanismos sintáticos e morfológicos, de acordo com a situação de produção, a forma e o estilo de gênero.

  1. Objetivos

Geral: proporcionar aos estudantes experiências que contribuam para a ampliação do letramento.

Objetivos específicos:

  • Compreender a língua como fenômeno cultural, histórico, social, variável, heterogêneo e sensível aos contextos de uso, reconhecendo-a como meio de construção de identidades de seus usuários e da comunidade a que pertencem;

  • Ler palavras novas com precisão na decodificação, no caso de palavras de uso frequente, ler globalmente, por memorização;

  • Empregar, nas interações sociais, a variedade e o estilo de linguagem adequados à situação comunicativa, ao(s) interlocutor(es) e ao gênero do discurso/gênero textual;

  • Perceber a sílaba em sua variedade como contexto fonológico desta representação.

  1. Encaminhamentos metodológicos:

  • 1º encontro

  • Ação 01: apresentar a poesia “A flor amarela”, de Cecília Meireles, declamando a mesma;

  • Ação 02: dialogar sobre o poema: Quem molha a flor? De que cor é a flor? Quais flores podem ser? Onde está essa flor? Por quê Arabela molha a flor? Entre outras questões possíveis;

  • Ação 03: entregar a cópia da poesia para que os alunos possam realizar a leitura. Leitura silenciosa, leitura em voz alta, leitura em coro;

  • Ação 04: distribuir aos alunos uma figura geométrica (círculo, losango, hexágono, pentágono ou outra) recortada em meia folha de papel sulfite para que ilustrem a poesia;

  • Ação 05: colar a poesia e a ilustração no caderno.

  • 2º encontro

  • Ação 01: retomar a poesia “A flor amarela”, de Cecília Meireles;

  • Ação 02: pedir que as crianças destaquem as rimas da poesia;

  • Ação 03: copiar a poesia na lousa para auxiliar as crianças nessa tarefa;

  • Ação 04: orientar que os alunos copiem as rimas do poema e pensem em outras rimas para essas palavras;

  • Ação 05: propor outras palavras para que os alunos pensem em mais rimas.

  • 3º encontro

  • Ação 01: apresentar os dados biográficos de Cecília Meireles, por meio do recurso didático “Caixa de Encantos e Vida”;

  • Ação 02: destacar as informações acerca da infância e da família da poetisa;

  • Ação 03: dialogar com os alunos sobre esses dados;

  • Ação 04: reproduzir o retrato de Cecília Meireles, com o Recurso Didático PlayMais®.

  • 4º encontro

  • Ação 01: continuar a apresentar os dados biográficos de Cecília Meireles;

  • Ação 02: destacar as informações acerca do trabalho, das obras e das premiações da poetisa;

  • Ação 03: dialogar com os alunos sobre esses dados;

  • Ação 04: listar, com os alunos, as profissões exercidas por Cecília Meireles;

  • Ação 05: pesquisar outros profissionais que também exerceram ou exercem essas profissões (pode-se considerar expoentes da Literatura, da Arte, ou mesmo do cotidiano das crianças).

  • 5º encontro

  • Ação 01: retomar, na oralidade, os dados biográficos de Cecília Meireles;

  • Ação 02: orientar uma produção textual sobre esses dados (com questões norteadoras como: Quando viveu Cecília Meireles? O que aconteceu com sua família, quando criança? Qual sua atuação profissional?…);

  • 6º encontro

  • Ação 01: retomar a poesia declamada;

  • Ação 02: pedir que os alunos releiam a poesia;

  • Ação 03: organizar os alunos em grupos para a composição tridimensional de elementos da poesia (a composição será individual, mas o material pode ser compartilhado), utilizando o Recurso Didático PlayMais®.

  • Ação 04: orientar as composições tridimensionais.

  • 7º encontro

  • Ação 01: expor as composições tridimensionais realizadas pelas crianças para outros grupos de crianças da mesma unidade escolar;

  • Ação 02: orientar às crianças para que, ao receber a visita de colegas de outras salas, expliquem do que se trata o trabalho realizado, ressaltando quem é a autora com alguns de seus dados biográficos;

  • Ação 03: motivar os alunos a declamarem a referida poesia para os grupos de crianças visitantes.

  • 8º encontro

  • Ação 01: retomar, oralmente, todas as ações realizadas;

  • Ação 02: solicitar uma produção textual descritiva dessas ações realizadas;

  • Ação 02: corrigir a produção textual.

  1. Recursos didáticos/Materiais didáticos: materiais que foram utilizados nas intervenções pedagógicas dessa sequência didática.

  • Poesia impressa;

  • Meia folha de papel sulfite para cada crianças, recortada em formato geométrico;

  • Caixa de Encantos e Vida;

  • Fotografias da autora;

  • Recurso Didático PlayMais® .

  1. Avaliação: a manifestação de aprendizagem será realizada no 8º encontro, com a produção textual descritiva de todas as ações realizadas.

 

  1. Referências:

CHAVES, Marta. Enlaces da Teoria Histórico-Cultural com a Literatura Infantil. In: ______ . (Org.). Práticas pedagógicas e literatura infantil. Maringá: Eduem, 2011a. p. 97-106.

MEIRELES, Cecília. Literatura geral e infantil. In: ______ Problemas da literatura infantil. 4.ed. São Paulo: Global Editora, 2016. p. 14-15.

FERREIRO, Emilia; Teberosk, Ana. A Psicogênese da Língua Escrita. PortoAlegre : Artes Medicas 1985. 284p.

Danny Amendola Authentic Jersey